FAT e Grupo Bianchini falam sobre aquisição do prédio e futuro da instituição 

Notícias

14/10/2022

FAT e Grupo Bianchini falam sobre aquisição do prédio e futuro da instituição

Compartilhe


FAT e Grupo Bianchini falam sobre aquisição do prédio e futuro da instituição

Na sexta-feira, 14 de outubro, a diretora da FAT – Faculdade e Escola, Milena Berthier Bandeira e o Sócio Proprietário do Grupo Bianchini Empreendimentos, Cláudio Bianchini estiveram reunidos para informar de forma oficial à comunidade tapejarense, e da região, o andamento do processo de aquisição da estrutura física onde a FAT exerce suas atividades. A instituição de ensino abriu mão do exercer o direito de compra do imóvel na condição de locatária. Com isso, o imóvel foi adquirido pelo Grupo Bianchini. Nesse contexto, houve questionamentos sobre a permanência das atividades educacionais da FAT. Com os registros legais de todo o processo concluído, tanto a FAT quanto o Grupo Bianchini vêm à público informar as condições da negociação a fim de sanar as dúvidas da população, bem como tranquilizar a comunidade escolar quanto a continuidade da oferta de ensino particular em nível básico, técnico, superior, extensão e pós-graduação pela FAT – Faculdade e Escola. 


No comunicado divulgado nas redes sociais da instituição, a diretora Milena explica que a FAT pensou em adquirir o imóvel, porém, os gestores entenderam que o investimento não seria viável, especialmente levando em consideração às melhorias necessárias na edificação. Com isso, a FAT entendeu que construir uma nova instituição de ensino seria a melhor escolha no atual contexto. Entretanto, explicou Milena, toda obra demanda de tempo e recurso. Nesse sentido, para viabilizar a aquisição de um terreno e a obra, a FAT e o Grupo Bianchini estabeleceram um contrato de locação com vigência até 2028 com possibilidade de renovação. Sendo assim, a FAT tem tranquilidade para seguir trabalhando na atual edificação até que a nova sede seja construída. 


Claudio Bianchini esclareceu que a aquisição do imóvel se deu por dois motivos: primeiro como oportunidade de negócio e segundo pelo vínculo histórico da família com a escola, uma vez que estudaram na edificação. Também destacou que não houve e não há a intenção de prejudicar a FAT nem de inviabilizar a continuidade da prestação de serviços pela instituição, pelo contrário, sabem da importância da oferta de ensino de qualidade uma vez que a educação é a base de uma sociedade. 


Por fim, ambos se colocaram à disposição para mais esclarecimentos e fizeram votos mútuos de sorte e sucesso na nova etapa de ambas as empresas.

Assista na íntegra o vídeo: 

https://www.youtube.com/watch?v=-y0byz-Tdm8

 

Compartilhe